Friday, January 11, 2019

New Brazilian Poems, edited by Abhay K.

“‘Yes, these are new times.’ says Mariana Ianelli in one of the poems in this new anthology of Brazilian poetry translated into English. This book fills a gap that has lasted more than a generation, and its numerous and diverse voices sing a multiple Brazil – urban, rural, European, African, American – at a crucial point in the history of this vibrant and imaginative nation.” – Nicholas Birns, New York University

“Continuing the work of Elizabeth Bishop, Abhay K,’s bilingual anthology provides a broad sampling of poets, themes, and styles. What is especially significant is the collection’s geographic range, which introduces writers from all corners of Brazil.” – Darlene J. Sadlier, Indiana University

Translator and Editor | Tradução e Seleção

Abhay K. is the author of eight poetry collections including The Eight-eyed Lord of Kathmandu and The Prophecy of Brasilia. He is also the Editor of CAPITALS – 100 Great Indian Poems and 100 More Great Indian Poems. His poems have appeared over sixty literary journals including Poetry Salzburg Review and Asia Literary Review. His poem-song ‘Earth Anthem’ has been translated into over 30 global languages. He was recently invited to record his poems at the Library of Congress, Washington D.C.

Abhay K. é autor de oito livros de poesia, incluindo O Senhor dos Oito Olhos de Katmandu e A Profecia de Brasília. Também é o editor de CAPITALS – 100 Grandes Poemas da Índia e Mais 100 Grandes Poemas da Índia. Seus poemas já foram publicados em mais de 60 revistas literárias, incluindo Poetry Salzburg Review e Asia Literary Review. Seu poema “Earth Anthem” foi traduzido para mais de 30 idiomas em todo o mundo. Recentemente, foi convidado para gravar seus poemas na Biblioteca do Congresso, em Washington D.C.

ISBN 978-85-7823-326-6
NEW BRAZILIAN POEMS
A Bilingual Anthology after Elizabeth Bishop
Antologia bilíngue de 60 poetas brasileiros
Tradução de Abhay K.
16x23
brochura
120 p.
R$ 40,00 em pré-venda (in pre-sale)


Lançamento previsto para janeiro 2019.
Release previewed for January 2019.

Lista dos poetas traduzidos

1. Adélia Prado
2. Adeilton Lima
3. Adriana Lisboa
4. Adriano Espínola
5. Affonso Romano de Sant’Anna
6. Amneres Santiago Pereira Maurício
7. Ana Maria Agra
8. Ana Martins Marques
9. Anderson Braga Horta
10. Ana Paula Arendt
11. Antônio Miranda
12. Antônio Risério
13. Astrid Cabral
14. Carla Andrade
15. César Garcia Lima
16. Climério Ferreira
17. Cristiane Sobral
18. Cyro de Mattos
19. Deborah Brennand
20. Denise Emmer
21. Edson Cruz
22. Eunice Arruda
23. Everardo Norões
24. Francisco Alvim
25. Gilberto Mendonça Teles
26. Gisele Wolkoff
27. João Carlos Taveira
28. Jorge Amâncio
29. José Carlos Vieira
30. José Eduardo Degrazia
31. José Santiago Naud
32. Juliana Motter
33. Júlio Castañon Guimarães
34. Kori Bolivia
35. Luis Turiba
36. Luiza Mussnich
37. Márcio Catunda
38. Marco Lucchesi
39. Marcos Fabrício Lopes da Silva
40. Marcos Freitas
41. Margarida Patriota
42. Mariana Ianelli
43. Myriam Fraga
44. Murilo Vieira Komniski
45. Nicolas Behr
46. Noélia Ribeiro
47. Olga Savary
48. Paulo Leminski
49. Raul de Taunay
50. Régis Bonvicino
51. Renata Pallottini
52. Roberto Medina
53. Roberval Pereyr
54. Ronaldo Costa Fernandes
55. Ruy Espinheira Filho
56. Sandra Tavares
57. Thereza Christina Rocque da Motta
58. Thiago de Mello
59. Virna Teixeira
60. Wellington Müller Bujokas

Friday, December 14, 2018

Cem Poemas Escolhidos de Marcos Freitas (Portuguese Edition)


Eis aqui, nestes 100 poemas que ascendem às correntes dos ares e percorrem o planeta como um gavião eletrônico, um poeta engenheiro das águas revoltas águas, nascido prá lá de lá da Serra das Confusões e que sonhou em meditação na gruta mágica de Ubajara e no parque das Sete Cidades. É lá, no mais agreste do mais agreste sertão que “no meio do nada, surgem tartarugas de pedra”, que caminham lentamente nas noites de lua cheia.
Prefácio: José Roberto da Silva.

Neste poemário, Marcos Freitas mostra que a poesia é livre e pode ter muitas faces: há um poema que pode ser lido de cima para baixo ou vice-versa, da esquerda para a direita ou seguir como bem o leitor preferir. Faz-nos lembrar outro poeta, o boliviano-suíço Eugenio Gomringer, criador das Constelaciones verbales, que definiram a imagem do texto e o texto da imagem, além do grupo cujos líderes foram Augusto e Haroldo de Campos e Décio Pignatari. Refiro-me ao movimento que, nos anos 60, alcançou certa força e mostrou que a fonética, as artes plásticas e a semântica eram irmãs. Falo da poesia concreta que também encontramos, em menor escala, em Marcos Freitas.
Prólogo: Kori Bolívia.

versão digital (e-book Kindle):
https://www.amazon.com/gp/product/B07L9G7K2M

versão impressa (paperback - brochura):
https://www.amazon.com/gp/product/1791648908

Wednesday, December 12, 2018

Crônicas S/A, de Vicente Sá



(foto: Semim Edições/Reprodução)


Crônicas S/A
De Vicente Sá. Beirute bar (109 Sul). Lançamento, quarta-feira (12/12), a partir das 18h. Preço: R$ 35.

Wednesday, October 31, 2018

Panorama Literário Brasileiro - Edição 2018/2019 - Poesias





LIÇÕES DO VERDE

i.
no gramado verde
ferrugíneas plumagens
jacupembas em bando

ii.
na porta de saída
um casal de saí
azulverdeia o dia

iii.
pés na água
do riacho Taboquinha
borboleta azul em círculos

iv.
o riacho da Cerca
seca
poça a poça

marcos freitas